Governo inicia testagem em terminal de passageiros para evitar avanço da variante indiana no Maranhão

Barreiras sanitárias estão sendo instaladas em locais que são portas de entrada e saída do estado. Durante o primeiro dia, três pessoas testaram positivo para a Covid-19 no Terminal da Ponta da Espera e foram impedidas de seguir viagem.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) começou nesta terça-feira (25), a testagem da população para impedir o avanço da variante indiana do coronavírus (chamada de B.1.617), após a confirmação dos primeiros casos no Maranhão.

A primeira barreira sanitária com a testagem foi instalada no Terminal de Passageiros da Ponta da Espera, porta de entrada e saída para municípios do interior do estado, via Ferry-Boat.

Além do terminal, os pontos de testagem devem ser instaladas ainda nesta semana, na Rodoviária de São Luís, no Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado, na capital, e no Aeroporto Prefeito Renato Moreira em Imperatriz, segunda maior cidade do estado.

O local tem capacidade para realizar até mil testes por dia. Após o início da testagem, três pessoas testaram positivo para a Covid-19. Elas estavam assintomáticas e foram impedidas de seguir viagem.

Uma das pessoas foi Maria das Graças Ramalho Martins, de 69 anos, do município de Bequimão, no interior do estado. Ao G1, ela explicou que estava em São Luís na casa de uma filha, que mora no bairro Bequimão, na capital.

De acordo com Carlos Vinícius Ribeiro, secretário-ajunto de Saúde do Maranhão, os testes que estão sendo utilizados ainda não fazem parte do lote dos 600 mil que foram enviados pelo Ministério da Saúde ao Maranhão, mas que a secretaria já tinha em estoque. Após o fim do lote, serão utilizados os que foram enviados pela pasta.

“A gente vai fazer com que essas barreiras aumentem para a rodoviária, para o aeroporto de São Luís e aí, o número de testes ele vai diferenciando de acordo com a procura deste teste, já que é um teste voluntário”, disse.

Os pacientes que testarem positivo e precisarem de atendimento hospitalar, serão encaminhados para alguma das unidades de saúde do Estado. Já os pacientes que estão assintomáticos, devem cumprir quarentena por 10 dias.

Comente a publicação
Gostou? Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Ganhe premios

Preencha o Cadastro Abaixo para Receber Dicas de Emprego, Negócios, Promoções, Descontos, Shows e Muito Mais!




    Leia também